Dicas Maxi Joias

[Dica] Conheça as diferenças entre joias, semijoias e bijuterias

Muitas mulheres que gostam de estar na moda e  principalmente inovar no look não abrem mão dos acessórios, mesmo naqueles dias em que optamos por usar o velho e amigo jeans, aquela blusa básica e um bom e confortável tênis. Os acessórios tem o poder de transformar o visual independente do momento e, seja através de um anel feminino, um par de brincos, uma pulseira ou aquele colar diferentão, qualquer estilo pode ter um upgrade com as joias, semijoias e bijuterias. Mas, você sabe a diferença entre essas três opções que encontramos no mercado? Além do preço, cada tipo tem suas particularidades que vale a pena conhecer e entender para que seja feito o melhor investimento no momento. Confira abaixo!

Joias – Todo mundo sabe que as joias são muito mais caras em relação às bijuterias e semijoias. Essa valorização é justificada pelo material usado como matéria prima e na forma que ocorre toda a sua confecção. As joias são produzidas a partir de metais nobres de primeira qualidade, ou seja, podem ser feitas de ouro, prata, platina, entre outros materiais que incluem também pedras preciosas. Sabe aquele anel feminino ou aquele par de brincos com aquelas pedras maravilhosas? Em uma joia você encontra diamante, safira e rubi, por exemplo. Além disso, as peças costumam ser exclusivas e desenhadas com muito cuidado por joalheiros profissionais o que torna cada peça única.

Semijoias – As semijoias tem o processo de fabricação semelhante às joias, porém na sua composição é utilizado materiais não tão nobres cobertos por uma camada nobre. Por exemplo, quando falamos que o anel feminino é folheado quer dizer que ele é feito de um material simples – que pode ser o bronze ou latão -, porém foi banhado  por uma camada de ouro, prata, entre outros tipos de materiais nobres. A espessura dessa camada nobre é chamada de milésimos e quanto mais grossa, maior é a sua durabilidade. As semijoias também são feitas com cuidado para garantir uma qualidade e uma vida útil mais longa.

Bijuterias – As bijuterias são muito mais baratas do que uma joia ou semijoia, pois são produzidas por materiais menos nobres com aplicações de plásticos na sua decoração. Por isso muitas pessoas compram esses materiais e apostam na criação de bijuterias em casa. Elas são produzidas em grandes quantidades com uma camada final de tinta (verniz, geralmente) que imita o ouro, por exemplo. As bijuterias possuem baixa durabilidade, mas como são baratas é possível comprar em grandes quantidades e até usar como um acessório descartável.

O valor de uma semijoia costuma ser maior do que uma bijuteria, mas ainda bem menor do que o valor de uma joia,  por isso costuma ser o melhor custo x benefícios para quem não pode investir em uma peça mais cara. Quem tem joia costuma usar em ocasiões mais sofisticadas pelo cuidado por ser uma peça de alto investimento. Enquanto as bijuterias podem ser compradas em grandes quantidades, mas com menor tempo de vida útil.

Fonte – Diario Digital

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *